(Des)controlo em Luanda: urbanismo, polícia e lazer nos musseques do Império

Os musseques – subúrbios precários de Luanda – ocuparam um lugar central na política colonial portuguesa, sobretudo durante a guerra colonial. Mas ainda se sabe pouco sobre o que aconteceu às gentes que o habitavam, flageladas por iniciativas de erradicação, de melhoramentos e de aterrorização policial. Este livro olha para o desenvolvimento dessa cintura periférica durante o período final do império, procurando perceber o papel das intervenções nas áreas do urbanismo e do lazer nas políticas de controlo repressivo e de contra-subversão. Qual o peso da repressão no desenvolvimento urbano da Luanda colonial?  

Leia a introdução aqui

Organização: Bernardo Pinto da Cruz

Autores: Bernardo Pinto da CruzNuno DomingosDiogo Ramada CurtoBernardo Pinto da CruzJuliana BossletMarcelo BittencourtPedro David Gomes

Edição: Outro Modo, Le Monde diplomatique – edição portuguesa

2020 | Preço: 12€ (10% de desconto para assinantes)